[Sem título]

 Parentes matam homem que estuprou e assassinou jovem na Colômbia após identificarem agressor em vídeo feito por ela

Após estuprar e matar uma jovem, um homem foi morto. Identificado a partir de um vídeo gravado pela vítima e enviado a familiares pelo WhatsApp antes do crime. 





A família então encontrou o responsável pelo crime e o matou. O corpo da adolescente foi encontrado em um rio na cidade de Cáchira em Norte de Santander,  Colômbia


Segundo o jornal peruano La República, o incidente aconteceu quando Carina foi para a escola de ônibus. Naquele momento, ela teria notado um estranho perseguindo e avisado sua família por meio de uma mensagem em uma rede social. E em seguida, a jovem desapareceu. 

-As pessoas os pegam e seguem o caminho desta aldeia. Mais tarde, ele a assassinou violentamente de uma forma que ofendeu a comunidade", disse o prefeito de Kachira, Javier Pavon, ao Portal Caracol.

 
 Com base em fotos enviadas por uma jovem  antes de sua morte, parentes e vizinhos conseguiram identificar quem foi o responsável pelo crime e depois os acusados foram encontrados mortos. 

 De acordo com o chefe de polícia local, Carlos Martínez, as autoridades conseguiram prender um agressor em Carina, mas um grupo de moradores o prendeu novamente. 


 O pai de Carina, Cesar Blanco, reclamou do assassinato e falou sobre os planos da filha: 

 — ela queria estudar psicologia. Ela era uma menina muito madura e sábia, já sabia o que queria.
 
 A imprensa local publicou uma carta de um projeto de vida recentemente escrito por um adolescente, explicando que gostaria de continuar estudando para ajudar a mãe. 

 "Estou feliz, estudando e focado em  ajudar minha mãe. Na verdade, ela é a razão dos meus sonhos,  uma guerreira, e  a mulher mais incrível que pode existir", disse ele em uma carta.