Novo salário mínimo mexerá nos valores do INSS

A renda do brasileiro está cada vez menor e o desemprego continua em alta.

O novo salário mínimo vai mexer nos valores do INSS (Instituto Nacional do Seguro Social), isso porque, o aumento acarreta mudanças nas contribuições, aposentadorias e também pensões.

Para quem realiza o recolhimento do INSS como contribuinte facultativo ou individual e recolhem o sobre o valor do salário mínimo só sentirão o impacto do aumento do salário em fevereiro de 2022.

Novo salário mínimo

A inflação no Brasil está próxima dos 7%, o que gera uma grande preocupação, principalmente porque os preços não param de subir, tirando o poder de compra dos trabalhadores. O novo salário mínimo para 2022 deverá ter um dos maiores reajustes desde 2016. Com isso, o mínimo deverá passar de R$ 1.100 para R$ 1.177. Mas, ainda estará longe do ganho real.

A renda do brasileiro está cada vez menor e o desemprego continua em alta, tanto assim, que muitas pessoas deixaram de comer carne vermelha. Mesmo quem optou para os ovos, frango ou carne de porco, não conseguem escapar dos aumentos. Segundo a exame, especialistas projetam que a inflação para as proteínas vai superar a marca de 10% este ano após já ter disparado em 2020. O aumento previsto para 2021 está bem acima da estimativa para a inflação oficial (IPCA), de 5,9%.

Como ficam as aposentadorias e pensões para 2022

A maioria dos segurados do INSS recebem sob o piso nacional, sendo assim, em 2022, ficando confirmado o novo valor, o aposentado e pensionista receberá R$ 1.177.
Já para os aposentados que recebem valores superiores ao salário mínimo, terão o reajuste baseado no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC).

Para o governo, a cada R$ 1 de aumento no salário mínimo sai dos cofres públicos anualmente R$ 330 milhões de despesas.

Quando muda o valor do salário mínimo muda também o teto do INSS, que atualmente está em R$ 6.351. O novo valor do salário indo para R$ 1.177, o teto do INSS passará para R$ 6.624,30. E como tudo é um efeito cascata, o limite a ser levado a justiça também será maior já que confere a 60 salários mínimos, que ficará em R$ 68.820.



A mudança no salário interfere também no pagamento dos benefícios, alterando os valores que aposentados e pensionistas recebem. Entre eles: auxílio-doença, pensão por morte e Benefício de Prestação Continuada (BPC). Cerca de 70% dos beneficiários da Previdência recebem um salário mínimo.

teste