Quais doenças dão direito à aposentadoria do INSS em 2021? Confira a lista - Dinheiro e Economia

Quais doenças dão direito à aposentadoria do INSS em 2021? Confira a lista

Tabela de Conteúdos [fechar]
    Contribuinte deve cumprir os requisitos de avaliação da perícia médica do instituto, realizada a cada dois anos.


    Você sabia que existem doenças que dão direito à aposentadoria do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) sem que o cidadão tenha que aguardar o tempo de carência? Estamos falando da aposentadoria por invalidez, voltada para pessoas que se encontram permanentemente incapazes de trabalhar.

    Para ser autorizado na modalidade, o segurado deve cumprir os requisitos de avaliação da perícia médica do INSS, como ter sido acometido por alguma doença grave que o impeça de trabalhar.

    Lembrando que a análise da situação do segurado não é definitiva, devendo ser realizado a cada dois anos. Dessa forma, há situações em que a aposentadoria por invalidez pode ser cancelada, como em caso de falecimento, quem volta a trabalhar ou recupera a capacidade de exercer as funções laborais.

    Lista de doenças que dão direito à aposentadoria do INSS

    Conforme disposto pelo artigo 151 da Lei nº 8.213/91, estão dispensados do cumprimento da carência exigida para a concessão da aposentadoria, segurados que apresentarem qualquer uma das seguintes enfermidades:

    • Cegueira;
    • Nefropatia grave;
    • Síndrome da deficiência imunológica adquirida (AIDS);
    • Esclerose múltipla;
    • Hanseníase;
    • Hepatopatia grave;
    • Espondiloartrose anquilosante;
    • Estado avançado de osteíte deformante (doença de paget);
    • Paralisia incapacitante e irreversível;
    • Neoplastia grave;
    • Cardiopatia grave;
    • Contaminação por radiação, com base em conclusão da medicina especializada;
    • Doença de Parkinson;
    • Tuberculose ativa;
    • Alienação mental.

    Também é válido ressaltar que, além desta doenças, outras podem garantir o direito à aposentadoria por invalidez. Isso porque, caso a caso, há gravidades diferentes de problemas de saúde. Neste cenário, é importante o contribuinte solicitar ajuda de um advogado para facilitar o processo da aposentadoria.



    Digite Um Comentário